terça-feira, 18 de novembro de 2014

Jardim da Sereia - uma amálgama de belo com vandalismo e desprezo






Jardim da Sereia – uma amálgama do belo com vandalismo e desprezo.

O Parque de Santa Cruz, popularmente conhecido como Jardim da Sereia, pertencia ao Mosteiro de Santa Cruz.
Foi criado como espaço de lazer e meditação para os Cónegos Regrantes de Santo Agostinho, também conhecidos como Crúzios, devido ao nome do Mosteiro.
A entrada do Jardim é coroada por três estátuas representando a Fé, a Caridade e a Esperança.
O Terreiro da Péla apresenta uma harmoniosa cascata ao fundo. No cimo das escadas, a Fonte da Nogueira com uma estátua representando um Tritão abrindo a boca a um golfinho, de onde corre a água para uma fonte, encontrando-se aí o motivo pelo qual o Parque de Santa Cruz passou a ser designado por Jardim da Sereia.
A casar a tudo isto, uma mata cheia de recantos agradabilíssimos onde a água brota em abundância.
O Jardim da Sereia na última dezena de anos tem sido uma amálgama do belo com vandalismo e desprezo das forças governantes da cidade de Coimbra.
Não é difícil encontrar uma solução para minimizar esta amálgama, a solução é dispendiosa, mas é urgente.
A solução no meu entender passa por uma vedação em todo o perímetro do Jardim da Sereia, ficando só com a entrada principal a funcionar. As entradas deveriam ter um preço simbólico para ajudar a pagar a manutenção e o funcionamento do Jardim.


quarta-feira, 5 de novembro de 2014

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Escola Silva Gaio - O estender da passadeira...


Escola Silva Gaio  - O estender da passadeira…

Finalmente e pelo pior motivo alguém assume uma posição em relação ao possível encerramento da Escola Silva Gaio, esse alguém foi a Câmara Municipal de Coimbra.
Ficamos a saber que a autarquia não vê com maus olhos a passagem do Silva Gaio para a Faculdade de Desporto e Educação Física desde que seja salvaguardado o interesse das crianças que frequentam aquela escola. Esta posição pública da Câmara Municipal de Coimbra mais não é que o estender da passadeira ao encerramento da escola básica onde estudou a maioria dos conimbricenses. Mas ficámos sem saber o que a autarquia entende pelo “salvaguardar do interesse das crianças” e ficamos sem saber qual a posição da autarquia em relação ao terreno da Escola Silva Gaio que são sua pertença segundo informação do anterior Executivo Camarário.
Pior do que isso é a falta de memória, já que há cerca de um ano as mesmas pessoas que estendem hoje a passadeira nos garantiram e sossegaram acerca deste assunto, pois a autarquia tinha sempre uma palavra a dizer e que o Silva Gaio não ia encerrar. Pelos vistos tinha mesmo uma palavra a dizer, ou seja, fechem o Silva Gaio que os nossos interesses naquele local são outros. E por falar em outros interesses, será que é só mesmo a passagem do Silva Gaio para a FDCEFUC ou esta na forja alguma parceria com um futuro empreendimento residencial e comercial entre o Silva Gaio e a rotunda do que dá acesso ao Fórum que engloba também os terrenos dos SMTUC.
Os pais e encarregados de educação vão estar atentos e vigilantes e vão defender com unhas e dentes os superiores interesses daquelas crianças e da escola pública.
A Bem da Nação!

Jorge Neves
Representante dos Pais e Encarregados de Educação do Conselho Geral do Agrupamento Escolas Coimbra Centro

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Percursos Pedestres . Uma ideia com pernas para andar?

Foto da Web

Uma ideia com pernas para andar ?

Afianço que no nosso concelho de Penacova, mais especificamente na nossa Freguesia de Lorvão subsistem lugares à espera de serem descobertos e eternizados que, por uma ou outra razão, são ainda ignorados da maior parte de nós.
Muitas vezes, estão mesmo ao nosso lado e só quando alguém nos desperta para a sua pulcritude e peculiaridade é que lhes atribuímos o devido valor.
Afianço que a melhor forma de os conhecer é através de caminhadas, sejam elas isoladas ou em grupo, mas sempre no trilho de um Percursos Pedestre.
Sem hora marcada, percorrer as nossas serras, aldeias, quedas de água, azenhas e moinhos, acompanhar o curso de rios e ribeiras e descobrir paisagens paradisíacas que surgem como um qualquer retrato retirado do nosso ilusório.
Teria todo o gosto que dentro do possível fosse feita uma aposta nestes Percursos Pedestres na nossa freguesia e que os mesmos fossem registados na Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal. Uma aposta no registo e homologação nos Percursos Pedestres na nossa freguesia poderá levar ao aumento do turismo, da prática do desporto e numa melhor qualidade de vida.

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

“II Mostra de Saberes e Sabores em Chelo” - Expositores

“II Mostra de Saberes e Sabores em Chelo”

Expositores

  • Sandra Cruz – Queijos, enchidos e doces – Chelinho
  • Cláudia Lourenço – Doces, salgados e Quiches – Chelo
  • Comissão das Mulheres 2013 – Doces e salgados
  • U.PC de Chelo – Tremoços, pevides, broa, palitos e doces
  • João Ferraz – Licores Naturais – Chelo
  • Raquel Fonseca – Essência Cosmética – 100% natural – Chelo
  • Marisa – “Botão de Rosa “ – Arranjos Florais – Vila Nova
  • Dona Luz – Artesanato – Chelo
  • Sandra Laranjeira – Produtos naturais e vestiário – Chelo
  • Dona Palmira – Palitos em flor e artesanato – Ronqueira
  • Victor Cruz – Produtos naturais – Luso
  • Liliana Cruz – Artesanato e produtos naturais – Luso
  • Lígia Magalhães – Rendas e Bordados – Lorvão
  • Fátima Alves – Bordados – Rebordosa
  • Ana Rita – Pintura cerâmica e velas em gel – Chelo
  • Esmeralda – Artesanato, doces e enchidos – Chelo
  • Paula Bernardes – Pintura cerâmica e bijutaria – Gulpilhal
  • Luís Moutinho – Pintura/escultura em pedra e vidro – São Silvestre
  • Arménio Direitinho – Roleta da sorte (rebuçados) – Chelo
  • Quermesse – Comissão das Mulheres 2013
  • Bar – U.P.C. de Chelo


Organização: Comissão das Mulheres 2013

O meu obrigado à Comissão das Mulheres de Chelo 2013

O meu obrigado à Comissão das Mulheres de Chelo 2013

“II Mostra de Saberes e Sabores em Chelo”

Em meu nome pessoal, em nome de todos os participantes com quem conversei as mais variadas vezes e dos cerca de um milhar de visitantes no fim de semana da “II Mostra de Saberes e Sabores em Chelo”, Freguesia de Lorvão, quero dar os parabéns pela excelente organização apesar do mau tempo, quero enaltecer os momentos que proporcionaram a todos com o reviver de tradições e incentivar para que este maravilhoso certame continue a crescer em quantidade e qualidade.
Este ano o certame realizou-se com vinte expositores provenientes de Chelo, Coimbra, Vila Nova, Ronqueira, Luso, Lorvão Rebordosa, Gulpilhal e São Silvestre.
Na visita ao certame existiu confraternização, reviver memórias “e saborear/comprar chouriços, morcelas, tremoços, pevides, doces, mel caseiro, jeropiga licores naturais, todos estes produtos são de confecção artesanal. Também se podia adquirir produtos de cosmética naturais, arranjos de flores, palitos de flor, artesanato, rendas e bordados, pintura cerâmica, bijutaria e escultura/pintura em pedra, e jogar ao fito, à sueca e lanchar no bar do Pavilhão Gimnodesportivo do União Popular e Cultural de Chelo
A “II Mostra de Saberes e Sabores em Chelo”, teve no encerramento o seu momento alto abrilhantado pelo Rancho Folclórico “As Paliteiras de Chelo”, com um baile à moda antiga, o famoso “reste”, onde os visitantes beberam o tradicional e gostoso café de borras e água-pé.
Redobro os meus agradecimentos à Comissão das Mulheres de Chelo 2013 pela organização e faço votos que continuem a dignificar a nossa terra e a nossa freguesia com a perspectiva de alargar esta iniciativa a mais localidades da nossa região.

Jorge Neves

Chelo

sábado, 20 de setembro de 2014

Edificio do Ministério da Educação ao abandono em Coimbra e mete saude publica em causa.





Estas fotografias são de um edificio ao abandono que tem entrada na Rua Castro Matoso e uma entrada lateral na Rua Venâncio Rodrigues e é propriedade do Ministério da Educação, onde funcionou a Direcção Regional de Educação do Centro.É por aqui que anda o dinheiro dos nossos impostos! Mas estas fotografias servem tambem para demonstrar a lixeira que se encontra no terraço do edificio por onde habitam ratos e tem ramos de arvores e silvas a ocupar mais de metade de um dos passeios da Rua Venancio Rodrigues, já não é a primeira vez que provoca ligeiros ferimentos a quem passa. Agradeço que as entidades competentes procedam com urgencia a uma limpeza do terraço que tem o portão aberto.

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Qual o futuro da Escola Silva Gaio?

Qual o futuro da Escola Silva Gaio?


Muito se sussurra, muito se comenta de forma informal, muita gente já dá como garantido o fim da Escola Silva Gaio, mas nenhuma entidade oficial (Câmara Municipal que é proprietária dos terrenos onde se encontra a Escola Silva Gaio, Universidade de Coimbra e Ministério da Educação e da Finanças) com responsabilidades tem a coragem de o afirmar publicamente ou de o negar publicamente. Medo? Medo de se vincularem?
Os pais e encarregados de educação, os alunos, os funcionários e os professores têm o direito de saber atempadamente o seu futuro próximo.
Toda a gente sabe que os Jogos Europeus Universitários são em 2018, mas toda a gente sabe que para o ano existem eleições legislativas, e a preocupação é de adormecer este assunto durante o que resta deste ano e o ano que vem. Está em primeiro lugar os interesses partidários do que os interesses dos cidadãos.
Gostava que as entidades com responsabilidades assumam uma resposta publica sobre o possível encerramento ou não encerramento da Escola Silva Gaio.
Jorge Neves

Representante dos Pais e Encarregados de Educação no Conselho Geral do Agrupamento Escolas Coimbra Centro

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

A alteração do trânsito na Avenida da Guarda Inglesa e as implicações nos alunos/pais da Escola Silva Gaio.


A alteração do trânsito na Avenida da Guarda Inglesa e as implicações nos alunos/pais da Escola Silva Gaio.
Sem duvida que a alteração do transito na zona da Guarda Inglesa é de louvar, foi uma mudança para melhor. Mas como em tudo na vida existem problemas que devem ser resolvidos e com a maxima urgencia para evitar graves problemas futuros. Vou passar a explicar:
- Os autocarrosque partiam da Portagem, deixaram de fazer o circuito tradicional e por arrastamento deixaram de parar na Rua Luís Antonio Verney para parar na Avenida da Guarda Inglesa, até aqui nada de anormal para além de os alunos passarem só a ter um autocarro para os transportar entre as 8h00 e as 8h20 ao contrario do que bem na comunicação social. Já no sentido inverso, ou seja, da Escola Silva Gaio para o Largo da Portagem é que começam as complicações. Os alunos ao sairem da Silva Gaio pela Avenida Conimbriga percorrem toda a Rua Luis António Verney e atravessarem a Avenida da Guarda Inglesa, para esperarem numa paragem que não tem cobertura enquanto esperam no passeio da Avenida da Guarda Inglesa pelo autocarro que os leva até ao Largo da Portagem.
Toda a gente sabe que se circula acima da velocidade recomendada na Avenida da Guarda Inglesa, taaambem se sabe que existe uma ponte de passagem superior para peões naquela zona, em enorme estado de degradação e abandono, e toda a gente sabe que obrigar crianças com 10, 12 anos a passar pela passagem superior é uma tarefa quase imposivel e muito menos quando se junta quase uma centena de crianças a sair da escola ao mesmo tempo.
A passagem superior para além de estar em mau estado, não tem cobertura, não tem proteção lateral para impedir o arremeço de pedras para as faixas de rodagem.
A solução para este assunto é simples e de facil resolução, a poucos metros da passagem superior para peões existe um semaforo no sentido Forum para o Portugal dos Pequenitos, é sé colocar um semaforo no sentido oposto e ccolocar uma passadeira igual há que está pintada cerca de trezentos metros mais abaixo onde uma das extemidades vai dar à vedação do Estádio Universitário.
Hoje dia 15 de Setembro, desloquei-me aos SMTUC para apresentar uma reclamação e sugestão apesar de estarem em plenário e de não terem afixado os avisos nas paragens dos autocarros.

Jorge Neves
Representante dos Pais e Encarregados de Educação do Ensino Secundário do Agrupamento de Escolas Coimbra Centro.

domingo, 14 de setembro de 2014

O Chafariz de Chelo era datado 1913! E após as obras de requalificação?


O Chafariz de Chelo é datado 1913. Após as obras de requalificação pelo anterior executivo da Junta de Freguesia de Lorvão a placa que fazia referência à data nunca mais foi recolocada. É preciso não apagar da memória a nossa História e o que é de todos.

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Um brado de alerta para a baixa de Coimbra

Fotografia da Web

Um brado de alerta para a baixa de Coimbra

Entre muitos outros problemas na baixa de Coimbra vou-me debruçar sobre dois ou três pontos que ultimamente têm vindo a degradar e a afastar pessoas da baixa de Coimbra.
A falta de limpeza, o aumento de bares e esplanadas nas ruas estreitas da baixa leva ao aumento da insegurança.
Estes tês pontos estão todos interligados, e em nada contribuem para uma melhor imagem da baixa e muito menos para a economia local e leva ao aumento da criminalidade coo aconteceu hoje com a agressão a um idoso para lhe roubarem a carteira.
Algumas ruas estreitas da baixa e mais concretamente a Rua das Azeiteiras, Rua da Rãs, Beco de Santa Maria e Terreiro do Mendonça não são limpas e o lixo recolhido, porque o carro de recolha do lixo não consegue passar na rua devido ao amontoar de esplanadas que ocupam mais de metade das ruas em largura. Não sei se estão licenciadas, mas se o estão quem as licenciou não verificou o local e aposto que não sabe as caracteristicas das ruas em causa, se estão ilegais a Policia Municipal tem de intervir rapidamente para disciplinar as esplanadas.
Estas duas ruas em concreto ficam a poucos metros da Cozinha Económica e do Largo do Romal e estão a transformar-se numa zona ainda mais problemática.
A grande maioria das pessoas que frequentam aquela zona não é muito recomendável embora em particular não tenha razão de queixa, mas os assaltos por esticão e alguns com alguma violência têm aumentado, trafico e consumo de droga e agressões entre grupos rivais de delinquentes
Dinamismo para a baixa sim, mas com regras e selectivo.
Agradeço que as autoridades competentes desta cidade estejam de alerta para que esta zona não se transforme num barril de pólvora.

Nota : Estes assuntos deviam fazer parte das preocupações da União de Freguesias de Coimbra que devia estar atenta e informar quem de direito.

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Meet solidário


Boa tarde amigos e amigos dos meus amigos do Facebook e da vida real!

Tenho todo o gosto em convidar todos para um grande MEET SOLIDÁRIO!
Desta maneira podemos encontrar os nossos amigos, conhecer novos, tirar belas fotografias e principalmente ajudar quem mais precisa!
Pretendo organizar um MEET SOLIDÁRIO e conto com a tua participação para ajudar a organizar, divulgar e participar!
Este MEET SOLIÁRIO tem a finalidade de ajudar diversas instituições de solidariedade ou famílias carenciadas que estejam assinaladas pelas entidades competentes. Por isso conto com a vossa ajuda e participação!
Cada amigo que participe tem de levar consigo (condição obrigatória) um bem de género alimentar.
Conto com vocês!
Quanto mais amigos melhor!!!

Mais do que uma atitude solidária, é uma atitude humana de carinho com o próximo.

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Festa de Chelo 2014 - Partida dos caçoilos

video

Arte e pericia na partida dos caçoilos .

Festa de Chelo, Penacova , Portugal , 2014

Filarmónica Boa- Vontadee Lorvanense na festa de Chelo,2014

Filarmónica Boa - Vontade Lorvanense na Festa de Chelo

Filarmónica Boa Vontade Lorvanense-Festa de Chelo

Filarmónica Boa- Vontade Lorvanense na Festa de Chelo , 2014