sábado, 22 de dezembro de 2012

É criminoso o que estão a fazer às crianças/alunos com Necessidades Educativas Especiais

No dia 22 de Dezembro denunciei no blogue e no Facebook, enviei exposição para todos os Grupos Parlamentares, para o Presidente da Republica,Ministro da Educação, Confederação das Associações de Pais e para outros Organismos nacionais e Internacionais a descriminação que os alunos com NEE iam estar sujeitos a partir deste ano lectivo ao terem de realizar exames nacionais nas mesmas condições que os restantes alunos.
Hoje tive a confirmação que o Governo tinha recuado nessa intenção para bem dos alunos e para descanso dos pais e professores.
Penso que o meu pequeno contributo ao denunciar este caso ajudou a que a justiça fosse reposta e os alunos com NEE já não vão ser descriminados.
Também posso adiantar que este recuo do Governo se deve à insistência do Grupo Parlamentar do PS que já tinha pedido a revogação do Despacho Normativo.


O Despacho Normativo nº 24-A de 2012 é criminoso para com as crianças/alunos com Necessidades Educativas Especiais.
É urgente todos os Pais e Encarregados de Educação de alunos de NEE se unirem para este Despacho Normativo ser revogado. Este Despacho obriga os alunos com NEE a realizarem exames nacionais em pé de igualdade com os restantes alunos, não respeitando os seus tempos, as suas limitações e o seu método de aprendizagem que é muito diferente dos restantes alunos.
No meu caso em concreto, a minha filha que é uma aluna que frequenta a 4ª Classe e é aluna de NEE desde a 1ª Classe, com um currículo adaptado e muito individualizado, com medidas educativas delineadas no seu PEI e com adaptações em todas as fichas de avaliação, este ano vai ser obrigada a realizar exames nacionais juntamente com os outros alunos da 4ª Classe.
Gostava de ver as Associações de Pais e os partidos políticos da oposição do actual Governo a levantarem esta questão e a elevarem o superior interesse da criança ao limite.


Chelo : Zé da Gaita e o seu novo hotel de 4 rodas




sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Natal ou época de hipocrisia? Pense nisto!


Natal é um acontecimento tão vulgar, tão papagueado, apelante, mas ainda assim parece ser um assunto bastante difícil de se comentar e carregado de enorme hipocrisia.
Talvez esse bloqueio ocorra por que é difícil fugir aos clichés natalinos culturais, pecuniários e religiosos, já tão misturados e já tão enraizados. Ceia de Natal, árvore de Natal, prendas fúteis, peru, bacalhau, bolo-rei e missa do galo.
Por outro lado, talvez seja difícil escriturar sobre o Natal, por ser tão desigual o conceito de Natal de cada um. Para muitos um Natal feliz seria tão simples como ter um pedaço de pão e água para a ceia, ver a sua doença curada ou ter um tecto para dormir, para outros o grande feliz Natal que eles esperam talvez seja um pouco de paz e para alguns um natal feliz seria viajar e fugir de todos os estereótipos capitalistas.
O importante é fazer acontecer o Natal, não só esta época do ano, mas sim durante o ano inteiro. Que esta época seja um momento de reflexão, de reencontros, de fraternidade, de solidariedade e de paz.
Fazer o que estiver ao nosso alcance para tornar o Natal do outro um momento feliz.

Pense nisto e tenha um feliz Natal durante o ano inteiro.