sábado, 12 de novembro de 2011

UPC de Chelo 2 - Serpinense 2




Campeomato de Iniciados de Futsal - UPC de Chelo 3 Domus Nostra 6




Jogo no Pavilhão do UPCC com cerca de 50 espectadores que assistiram a um mau jogo de futsal entre ambas as equipas e com uma arbitragem muito fraca no capítulo técnico e disciplinar que teve influência no resultado final, mais precisamente a validar o 1º golo da equipa do Domus que foi obtido com um empurrão nas costas do adversário que foi projetado para dentro da baliza e do 4º golo que a bola já tinha saído cerca de 20 cm dentro do recinto de jogo.
Devo realçar de forma negativa o comportamento dos jovens jogadores da equipa do Domus Nostra para com o público chegando mesmo a fazer gestos obscenos para a bancada.

Um pensamento abstrato mas direcionado…


Quando se comete algo ilícito, um crime seja ele a tiro, à marretada ou à facada até lhe provocar a morte seja ela desconhecida ou familiar e se tem a consciência do crime que cometeu e o assume, tem todo o direito de se defender em Tribunal para tentar atenuar a pena, pode utilizar todos os estratagemas possíveis e imaginários, ter falhas de memória, arrependimento, pedir perdão ou simplesmente se remeter ao silêncio.
Tudo o que essa pessoa dizer em sua defesa vai sempre ter duas leituras por parte da opinião pública, os que conhecem os intervenientes ficarão chocados com certas afirmações e declarações de quem já não se pode defender, mas quem não conhece a vivência dos intervenientes pode sempre cair na tentação de aceitar os motivos que levaram a cometer tal ou tais atos.
Por isso é que temos instituições de investigação criminal que são das melhores do Mundo mesmo com poucos meios técnicos e que conseguem demonstrar em Tribunal todos os esquemas e estratagemas da defesa mostrando inequivocamente todos os detalhes da investigação.
Por parte do arguido pode haver arrependimento do ato mas não se pode aceitar que se defenda com insinuações, mentiras de quem não está cá para se defender mesmo que essa seja a estratégia da sua defesa, onde está a moral? Onde está o respeito pelo outro ser humano?

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

O início do fim ou o fim do início do Luís Castanheira.


Começou hoje o julgamento do Luís Castanheira, para quem não sabe é amigo meu e continuará a ser. Caso se confirme que foi ele que matou a mãe, nunca o vou perdoar ao mesmo tempo que não vou deixar de ser amigo dele.
Sobre este assunto não me vou alongar mais, tenho a minha opinião mas não a vou exteriorizar e espero que não se confirme.

Mesmo sem subsídio o Natal é quando o homem quer…



Hoje pelas 13h20 fui ter com o Anildo que como sempre está sentado à porta da Igreja Santa Cruz.
O Anildo cumprimentou-me como sempre, perguntou a horas e disse que tinha fome. Fiz-lhe sinal com a mão para me acompanhar até à Pastelaria Palmeira e comprei-lhe um bolo, um pequeno gesto para mim apesar de a vida estar difícil para todos ou melhor para quase todos.
O Natal é quando o Homem quer, fiquei satisfeito em ver o Anildo a sorrir enquanto comia o bolo.

O acompanhamento do Anildo Monteiro por técnicos e uma abordagem Psiquiatra tem destes frutos!

Anildo Monteiro Teque
Nova casa do Anildo
Cama e cobertores do Anildo
Casa de Banho do Anildo

Será que o Anildo está mesmo a ser acompanhado por equipa técnica? Se está será o acompanhamento mais adequado?
Fotografias tiradas em 11-11-2011 pelas 7h55

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Encerrado para manutenção.



O blogue vai estar encerrado para manutenção e algumas importantes modificações em questões de segurança e privacidade.
Serei breve.

Esclarecimento sobre publicação de post em dois Grupos do Facebook

Ontem à noite pelas 23 horas encerrei o meu computador e fui dormir após estar a trocar uns comentários em dois grupos distintos do Partido Socialista como faço habitualmente, até aqui nada de novo.
Hoje estranhamente tinha algumas mensagens no Facebook e alguns comentários a alertarem para o mau gosto de um post que publiquei, mas que na verdade o desconhecia por completo a sua publicação e conteúdo.
Quero informar que o referido post não foi publicado por mim nem com a minha autorização, a sua publicação no meu perfil e partilha pelos dois Grupos do Partido Socialista é fruto de acesso indevido ao meu perfil ou outro tipo de ataque informático, devo salientar que não é a primeira vez que este problema entre outros sucede no meu perfil.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

"Vá pro caralho !" não é crime - Ac. da RL de 28/10/2010 - Ofensas verbais, GNR, Crime de insubordin​ação, Artigo 89º nº 2 b) do CJM,É linguagem de caserna ou viril.


Quando estiverem zangados com as chefias... tenho uma sugestão com acolhimento do Tribunal da Relação !  
Aqui vai a versão resumida:
Quartel da GNR, 04 de Agosto de 2009:
Cabo da Guarda solicita troca de serviço. Superior hierárquico opõe-se. O militar argumenta: "Vá pró caralho !"
Acusado do crime de insubordinação, o cabo escapa a julgamento por decisão do juiz do Tribunal de Instrução Criminal. A hierarquia recorre. O Tribunal da Relação de Lisboa decide:
«[...] A utilização da expressão não é ofensiva, mas sim um modo de verbalizar estados de alma [...] pois tal resulta da experiência comum, que caralho é palavra usada por alguns (muitos) para expressar, definir, explicar ou enfatizar toda uma gama de sentimentos humanos e diversos estados de ânimo. Por exemplo pró caralho é usado para representar algo excessivo. Seja grande ou pequeno de mais. Serve para referenciar realidades numéricas indefinidas: chove pra caralho..., o Cristiano Ronaldo joga pra caralho... [...] não há nada a que não se possa juntar um caralho,  funcionando este como verdadeira muleta oratória.»
O juiz-desembargador Calheiros da Gama e o juiz militar major-general Norberto Bernardes corroboraram a decisão do juiz de instrução de não levar o cabo a julgamento. Virilidade verbal, dizem eles.

Recebido por mail

Nota do editor:

Como me constou que existem pessoas que não entendem a liberdade de expressão apaguei duas cartas e um artigo pessoal que tinha publicado para não ferir a sensibilidade de ninguém, mesmo tendo dado conhecimento há pessoa em causa e não tive recusa da sua parte em publicar uma certa e determinada carta e as respectiva resposta.
Devo salientar do mesmo modo que também faço parte deste assunto e que nos artigos protegi a identidade dos intervenientes.
Continuo a defender os interesses como um todo, "lutando" e dando o corpo às balas nas causas que defendo e simplesmente exteriorizo o que a maioria sussurra .

domingo, 6 de novembro de 2011

Recebido, sabes qual o significado desta imagem?

Penacova Online: Travanca: recordar tradições ligadas à azeitona e ...

Penacova Online: Travanca: recordar tradições ligadas à azeitona e ...: VER + no blogue TRAVANCA (IN)TEMPORAL

Manhã de nevoeiro na aldeia de Chelo






Afinal as frutarias chinesas estão na moda...

O negócio de momento são as frutas e os legumes. Basta ver para onde se estão a virar os chineses, trabalhadores, flexíveis, versáteis e adaptáveis à crise, diz quem os estuda. O que é confirmado com uma visita às suas novas lojas.
Dizem que se a roupa e o calçado não estão a dar, tentam procurar o lucro na alimentação, o que não pode faltar, nem que se tenha de recorrer ao barato.
Ao contrário do português, não mantêm um estabelecimento aberto até ao limite, à espera que um milagre aconteça. Por isso, as frutarias estão a substituir "as lojas dos 300" e multiplicam-se.
É isto que os distingue, já que pagam os mesmos impostos que os outros empresários e sujeitam-se às mesmas leis.

Campeonato Juvenis de Futsal : UPC de Chelo 3 - Serpinense 2






video

Jogo bem disputado no Pavilhão do UPCC com cerca de 30 espectadores, com arbitragem de fraco nível no capítulo disciplinar, onde a equipa da casa acabou a primeira parte a vencer por um a zero.
Na segunda parte a equipa dos Juvenis do Serpinense deu a volta ao resultado mas a maior qualidade individual da equipa do UPCC consegui empatar a partida e a cinco minutos do final marcar o golo da vitória.