sábado, 22 de outubro de 2011

Bruno o “trompetas” do U.P.C. de Chelo

video
O melhor grito de golo do Concelho de Penacova e arredores!

U.P.C. de Chelo 7- Pouca Pena 2 - (Video)

video
video

Jogo bem disputado, com boa arbitragem, onde a equipa da casa dominou o jogo desde o apito inicial. Na segunda parte a maior experiencia e qualidade individual dos jogadores da equipa de Chelo levou ao avolumar do resultado até aos 7 a 2, que foi o resultado final.
Só de realçar a estreia do novo guarda-redes do U.P.C. de Chelo e a expulsão do treinador do Pouca Pena por comportamento incorreto para com a equipa de arbitragem.

Imagens das equipas do UPCChelo e do Pouca Pena de Soure.




A varanda do Pavilhão do U.P.C. Chelo tinha cerca de 70 adeptos a ver o jogo entre as duas equipas. Temperatura amena dentro do pavilhão.

Mais logo reportagem do U.P.C. Chelo vs Pouca Pena em Futsal

Dedico à minha mãe que hoje comemora 61 anos de idade e que nos últimos treze meses tem sofrido o que não merecia sofrer.


Mãe...
Palavra pequena, com um significado grande
Que pertence a uma pessoa muito especial
Que ama para todo o sempre
Pessoa que me espera a cada minuto
Que acompanhou-me do primeiro choro, às minhas lágrimas
Que me ajuda quando sozinho não consigo
Que me consolou quando eu não podia
Que me tratava, quando me magoava

Mãe…
É como a vida
Sem ela não existia, não progredia
É a mão amiga, mesmo quando se faz despercebida
Ela que ama, luta, surpreende, cuida, ajuda...

Mãe...
Não precisa ter cor ou riqueza
Basta existir, para a poder sempre amar
Como hoje.

Mãe...
Eu amo-te!

Menta spicata - Nome comum: Menta, Hortelã.


"História: Planta utilizada desde a antiguidade, com a sua origem confundida com os mitos. A Hortelã era muito usada pelos egípcios, hebreus, gregos, romanos e americanos, durante o século IX foram introduzidas na Europa muitas variedades. Esta planta aparece referenciada na bíblia aparece como dízimo. Os árabes decoravam as mesas dos banquetes com Menta antes das festas e limpavam o chão com a erva para estimular o apetite dos convidados. Uma das ninfas amadas por Plutão, Minthe foi transformada em erva para fugir da ira da ciumenta mulher do deus grego. Erva da amizade e do amor, símbolo da hospitalidade, conta-se que Zeus e Hermes nas suas andanças pela Terra, disfarçados, foram acolhidos para comer na casa de um casal de pobres anciões que forraram a mesa com hortelãs para melhor recebê-los. Os deuses então transformaram o casebre num palácio. Outra lenda dá conta que Sherazade, a personagem que contou mil e uma noite de histórias ao sultão para não morrer, relatava os seus contos ao sabor de chã de hortelã.
Descrição: A Hortelã é uma planta herbácea, vivaz e rizomatosa, com porte erecto. Possui caule aéreo de secção quadrangular e ramificado. As folhas são simples de inserção oposta, verdes e geralmente rugosas. As flores são pequenas, de cor malva ou violeta. Algumas espécies possuem caules púrpura e folhas pubescentes. Floresce no verão."


Abóboras do meu quintal.





Flores do meu jardim








Morangos na segunda quinzena de Outubro. Quem diria...


Redução de vencimentos: um texto lúcido do Prof. Luis Menezes Leitão


Redução de vencimentos: um texto lúcido do Prof. Luis Menezes Leitão, da Faculdade de Direito de Lisboa, a fazer furor na blogoesfera.
por Luís Menezes Leitão

 Fico perfeitamente siderado quando vejo constitucionalistas a dizer que não há qualquer problema constitucional em decretar uma redução de salários na função pública. Obviamente que o facto de muitos dos visados por essa medida ficarem ins...olventes e, como se viu na Roménia, até ocorrerem
suicídios, é apenas um pormenor sem importância. De facto, nessa perspectiva a Constituição tudo permite.
É perfeitamente constitucional confiscar sem indemnização os rendimentos das pessoas.
É igualmente constitucional o Estado decretar unilateralmente a extinção das suas obrigações apenas em relação a alguns dos seus credores, escolhendo naturalmente os mais frágeis. E finalmente é constitucional que as necessidades financeiras do Estado sejam cobertas aumentando os encargos
apenas sobre uma categoria de cidadãos.
Tudo isto é de uma constitucionalidade cristalina. Resta acrescentar apenas que provavelmente se estará a falar, não da Constituição Portuguesa, mas da Constituição da Coreia do Norte.
É por isso que neste momento tenho vontade de recordar Marcello Caetano, não apenas o último Presidente do Conselho do Estado Novo, mas também o prestigiado fundador da escola de Direito Público de Lisboa. No seu Manual de Direito Administrativo, II, 1980, p. 759, deixou escrito que uma redução de vencimentos "importaria para o funcionário uma degradação ou baixa de posto que só se concebe como grave sanção penal".
Bem pode assim a Constituição de 1976 proclamar no seu preâmbulo que "o Movimento das Forças Armadas [...) derrubou o regime fascista".
Na perspectiva de alguns constitucionalistas, acabou por consagrar um regime constitucional que permite livremente atentar contra os direitos das pessoas de uma forma que repugnaria até ao último Presidente do Estado Novo.
Diz o povo que "atrás de mim virá quem de mim bom fará".
Se no sítio onde estiver, Marcello Caetano pudesse olhar para o estado a que deixaram chegar o regime constitucional que o substituiu, não deixaria de rir a bom rir com a situação.

Texto retirado do Facebook

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Junta de Freguesia São Bartolomeu- Passeio de Outono para Reformados e Carenciados


Mais uma vez como é tradição desta Junta de Freguesia, vamos levar todos os reformados e carenciados da Freguesia a um passeio de Outono.
A Junta de Freguesia tem o prazer de proporcionar momentos únicos a todos os que vão participar no passeio, proporcionando-lhes uma melhor qualidade de vida, companheirismo e bons momentos de diversão.
Em resumo a Junta de Freguesia oferece o que o Governo lhes tira, ou seja a vontade de viver.

"Vamos Cuidar da Alta de Coimbra". Não vou mas justifico a razão do meu não!


Eu até concordo com iniciativas destas, mas não posso deixar de dizer que a resposta que me apetece dizer neste momento é a mesma que o Presidente Barbosa de Melo disse ao Vereador do PS Maia Seco, relativo aos deputados municipais darem as senhas de presença para pagarem o prémio de mérito aos alunos que se destinguiram, que não se deve fazer o que o Governo não faz, neste caso não se deve fazer o que a autarquia não faz.

FERIADOS A ABOLIR


– O Primeiro feriado a ser anulado deve ser o 25 de Dezembro, pois sem o respectivo subsídio deixa de fazer sentido comemorar tristezas!

– O dia 1 de Janeiro poderá desaparecer também. Não temos necessidade de festejar mais um ano de crise e de tristezas.
- Depois o 1 de Maio, uma vez que estamos praticamente com a maioria dos trabalhadores no...desemprego!
– O 25 de Abril deve ser só considerado tolerância de ponto entre as 00H00 e as 6H00 da manhã!
– O 10 de Junho Dia de Portugal, deve ser eliminado, uma vez que quem manda nisto é a Troika!!!

No entanto devemos manter-nos inflexíveis na defesa do 1 de Novembro, pois é o dia dos Mortos.

Afinal de contas o albergue ficará instalado na Alta ou na Baixa de Coimbra?

Coimbra vai ter albergue na Baixa para peregrinos do Caminho de Santiago
"Equipamento ficará instalado nas imediações da Igreja de Santiago, na Praça Velha, e deverá estar concluído no final do próximo ano
Coimbra vai reforçar a sua presença na rota do Caminho Português de Santiago, devendo ter instalado, até final do próximo ano, um albergue que acolha peregrinos, na Baixa da cidade, permitindo que pernoitem, convivam e até que confeccionem as suas refeições durante a sua passagem pela cidade.
A ideia de Coimbra vir a fazer parte da Rede de Albergues do Caminho Português de Santiago é do presidente da Câmara Municipal, João Paulo Barbosa de Melo, que participou recentemente numa reunião nesse sentido, confirmando a sua «vontade, e a de Coimbra de vir a contar com um centro» para peregrinos, instalado na zona histórica da cidade.
Escrito por Ana Margalho
Diário de Coimbra"



"A Câmara Municipal de Coimbra quer abrir até final de 2012 um albergue para peregrinos do Caminho Português de Santiago. O espaço ficará instalado na zona da Alta, estando neste momento o Gabinete para o Centro Histórico da autarquia a escolher o local para a sua instalação.
Segundo o presidente João Paulo Barbosa de Melo, a infraestrutura “será muito simples”. “Os peregrinos poderão usufruir das camaratas, tomar banho e até cozinhar as suas próprias refeições. O preço da estadia será muito simbólico, pois destina-se a recuperar os custos do investimento”, disse.
Publicado por António Alves"

Resposta a João Salgueiro “A alternativa ao corte de subsídios é reduzir funcionários públicos”

Caro João Salgueiro, em primeiro lugar não misture funcionários públicos com os funcionários que trabalham nas empresas públicas, basta olhar para os vencimentos de ambos e verificar a diferença já para não falar das regalias dos últimos.
Um funcionário público não acumula pensões, porque não revogam a cumulação de pensões?
Eu aplaudo é se o Governo tiver a coragem de acabar com postos de chefias de serviço, chefias de divisão, departamentos, directores de 2ª e 3ª linha, assessores, consultores, viaturas e motoristas para estes todos.
Não vi o caro João Salgueiro a falar acerca disso, porque será? Mais fácil é ir ao bolso roubar a quem recebe cerca de 600 euros, não se devem esquecer que o ordenado mínimo paga na função pública é inferior ao ordenado mínimo nacional.
O funcionário público, vai para o trabalho de transportes públicos ou na sua viatura, paga o combustível e impostos de circulação, seguros dos carros e manutenção das viaturas. Porque é que os Ministros não têm de pagar nada disso? É tudo à custa do “Zé pagante”! Toca a pagar o transporte para o trabalho, pagar as suas refeições do seu bolso como todos os funcionários públicos em geral! Ou eles são mais que a generalidade?
Caro João Salgueiro, responda-me porque razão os Ministros, Secretários de Estado Directores-Gerais e Assessores têm carros do estado e outras mordomias? Não são funcionários públicos?
Estes senhores ligados à " Economia ", que recebem milhões, nunca falam em cortar neles é sempre nos outros. Foram eles e continuam a ser eles que nos levaram a esta situação, mas disso não falam nem pagam.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

O que sinto por ti


O que sinto por ti não tem palavras, nem em beijos, deixo-me levar por caminhos que não conheço, repito-me vezes sem conta sem me cansar.
O que sinto por ti, sinto-o quando estou calado ou a dormir, os sonhos levam-me em viagens para o futuro e às vezes vejo com nitidez imagens que não vivi, mas que desejo que um dia cheguem.
Sinto paixão, desejo, pulsar das almas, serenidade de pensamentos e vontade de construir outra vez o mundo.
Sinto mais do que querer, é o sonho de partilhar numa entrega sem limites.
Sinto-te todos os dias, a todas as horas, atento e vigilante, sempre próximo ainda que distante, e diferente...
Sempre preparado para abrir os braços e proteger-te, fecho os olhos e sonho contigo.
Passei a alimentar-me de beijos e sorrisos, de projetos e promessas, de palavras e ideias.
O que sinto por ti é AMOR

Texto adaptado de um texto de autor desconhecido

Existe quem contrarie a vida e pare de viver aos 50 anos. É um erro tremendo…

Existe somente uma idade para a gente ser feliz...

Somente uma época na vida de cada pessoa, em que é possível sonhar e
fazer planos...
E ter energia bastante para realizá-los a despeito de todas as
dificuldade e obstáculos...
Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente...
E desfrutar tudo com toda intensidade...
...Sem medo nem culpa de sentir prazer.
Fase dourada em que a gente pode criar e recriar a vida à nossa
própria imagem e semelhança...
...e vestir-se com todas as cores...
...e experimentar todos os sabores...
...e entregar-se a todos os amores...
...sem preconceito nem pudor...
Tempo de entusiasmo e coragem...
Em que todo desafio é mais um convite à luta que a gente enfrenta com
toda disposição!!!...
...de tentar algo novo... de novo...
...e...
...de novo...
...e quantas vezes for preciso!...
Essa idade tão fugaz na vida da gente chama
PRESENTE!!!
e tem a duração do...
...INSTANTE QUE PASSA

(autor desconhecido)

"Os donos do capital ..."

KARL MARK

"Os donos do capital vão estimular a classe trabalhadora a comprar bens caros, casas e tecnologia, fazendo-os dever cada vez mais, até que se torne insuportável. O débito não pago levará os bancos à falência, que terão que ser nacionalizados pelo Estado"

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Rejeitar o programa de agressão!

"A resistência e combate ao roubo que está a ser feito ao povo, à destruição do país e à violação das Leis, por parte do governo, passa pela nossa participação neste Comício e nas outras acções de luta que se virão e que aqui irão ser discutidas, sugeridas, etc.
Lembremo-nos que a jornada de trabalho das 8 horas levou mais de 100 anos a conquistar e não podemos permitir que um qualquer bandido bem-falante nos venha à TV dizer que acabou! Não pode ter acabado!"

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Um pedido ao Presidente da Câmara Municipal de Coimbra da Rua da Liberdade no Bairro de S. Miguel

A Rua da Liberdade no Bairro de S. Miguel, na freguesia de Eiras em Coimbra já não é barrida há 15 anos. Caro Barbosa de Melo, meta ordem na sua casa por favor.

Musica do dia...

Hoje em dia mais vale ser esperto que inteligente! Um pequeno alerta contra os chicos espertos …



Este pequeno alerta não é contra ninguém, não passa mesmo de um alerta contra quem queira fazer os outros de “burros”, com o devido respeito para os burros que até estão em vias de extinção e são uma espécie protegida.
Sempre que vá às compras e tenha de comprar algo que tenha de ser pesado na balança que se encontra junto à caixa registadora, tome atenção ao preço que marcam no produto, nem sempre pode ser o verdadeiro preço do produto quer comprar. Vou explicar-me melhor sem rodeios e de forma abstrata.
Por exemplo, se vai a uma loja comprar “pregos” ao peso, é normal haver vários tamanhos, qualidades e preços, o mesmo se passa com o bacalhau seco à posta ou a fruta.
Logo se compra uma dúzia de pregos da marca “prego a fundo” que tem marcado o preço de.49 Cêntimos o quilograma, não pode pagar essa mesma dúzia de pregos ao preço da marca “abre olhos” que custa.89 Cêntimos o quilograma.
É preciso ter a pestana aberta para nãos serem martelados por situações destas.

Para que não restem duvidas! A “problemática” Frutaria do chinês.

Vou escrever este texto para que não reste a menor duvida acerca do texto que escrevi ontem “A frutaria do Pan na baixa de Coimbra na óptica do consumidor final!”.
Tudo que escrevo no meu blogue é independente de qualquer cargo com funções politicas que exerço, simplesmente exteriorizo o que penso sobre determinado assunto e o que alguns cidadãos, sejam eles da baixa ou não pensam acerca desse assunto.
Vamos agora ao que interessa, no referido texto, simplesmente escrevi o que alguns moradores, donos de restaurantes e citadinos anónimos pensam acerca da Frutaria do Pan.
Nestes tempos em que quase todos estamos descapitalizados, se podermos comprar fruta e legumes mais baratos e da mesma qualidade é perfeitamente normal que se procure quem mais barato vendem.
Quantos donos das restantes frutarias, quando estão na condição de consumidor final, também não vão às grandes superfícies procurar o mais barato?
Eu não concordo e isso que fique bem esclarecido, com os métodos que o Pan está a utilizar para atrair clientes, não é justo para com os outros comerciantes do ramo, é ilegal vender abaixo do preço de custo, espero que as autoridades competentes actuem de forma eficaz e que fique de exemplo para os próximos, sejam eles chineses, portugueses ou marroquinos.
Uma coisa é certa, os muitos chineses que existem estabelecidos pela baixa de Coimbra têm outra forma de estar no comércio, umas mais justas, outras injustiças e estão sempre atentos á espreita de novas oportunidades de negócio. Basta ver os horários que praticam semanalmente.
Continuarei a defender a baixa, os comerciantes, sejam eles de que nacionalidades forem, o comércio tradicional a nível individual, a nível político sempre de forma imparcial.
Já o disse e escrevi nos mais variados sítios que entendo e concordo com as preocupações dos comerciantes da baixa neste caso e também já escrevi que na óptica do consumidor final, a frutaria chinesa esta nas preferências deles devido ao mais baixo preço.
Vou terminar este texto realçando novamente que não estou ao lado do Pan e contra as restantes frutarias da baixa.

Novo modelo de certidão de óbito - Orçamento de Estado