sábado, 27 de novembro de 2010

Magusto na Freguesia São Bartolomeu

Foi uma tarde com bom ambiente, castanhas, carne e enchidos assados pelo amigo Júlio, vinho tinto, água pé e jeropiga.

Eng. Civil pela Universidade de Coimbra? Mestre pela de Lisboa!!!

Vejam lá bem a lata que o anormal tem! Sim, só um anormal é que se lembrava de fornecer aos norte americanos dados falsos (ainda mais falsos) sobre a sua licenciatura fantasma. O Pinóquio, não contente com a sua licenciatura a um domingo e com exame de inglês por fax, inventou agora, para os norte-americanos, que se licenciou em Coimbra e conseguiu um mestrado em Lisboa.
O homem é doente. A gaita é que, com ele, o país também adoeceu. Aliás, ficou em coma.
Informação fornecida pelo gabinete do PM...

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Orçamento de Estado aprovado.

Ai temos o Orçamento de Estado aprovado pelos dois maiores partidos, um que se diz de esquerda e outro de direita, mas que no fundo não passam de mais do mesmo, onde até as suas politicas são iguais a todos níveis.
Espero muito sinceramente que dentro de poucos meses Portugal vá a votos, e que os portugueses desta vez, não se deixem enganar e mostrem um cartão vermelho a esses senhores.

TUDO NUM MOMENTO: ÀS VEZES

Dê preferência aos produtos de fabrico Português

Estima-se que se cada português consumir 150€ de produtos nacionais, por ano, a economia cresce acima de todas as estimativas e, ainda por cima, cria postos de trabalho.
Dê preferência aos produtos de fabrico Português. Se não sabe quais são, verifique no código de barras. Todos os produtos produzidos em Portugal começam por 560 ..........

Semana Solidária - A arte pela Justiça


O Instituto Universitário Justiça e Paz em Coimbra (IUJP) vai organizar de 6 a 11 de Dezembro uma semana solidária, integrada no Projecto Fundo Solidário. Este projecto é uma iniciativa do IUJP – em diálogo com outras entidades de Coimbra, especialmente ligadas à Universidade – que tem por tema “...Se sofres com a crise experimenta a partilha”.Com este Fundo Solidário procuramos atender à realidade de muitos estudantes do Ensino Superior que vivem com grandes mais dificuldades financeiras. De facto, num tempo em que se sente a crise económica desafiamos a comunidade académica a «experimentar a alegria da partilha». Deste modo, vai estar nessa semana no IUJP uma exposição com várias peças de arte, de diferentes autores/pintores/artistas, em que parte ou totalidade do valor da sua venda vai reverter para o Fundo Solidário. Vai ser uma boa oportunidade para divulgar, apoiar a cultura artística, para promover o ‘contacto’ com diferentes manifestações de arte, e também para adquirir solidariamente algumas peças. No dia 10 de Dezembro vamos ter no IUJP um jantar solidário, pelas 20h30, com um custo de 15€, que irá reverter em parte para o Fundo Solidário.
Nesse jantar contamos com a presença do grupo de música clássica “Ensemble” para preencher harmoniosamente esta noite.
As Inscrições para o jantar serão feitas no próprio Instituto ou em iu.justicaepaz@gmail.com (até 9 dez).
Contamos com a vossa presença!
“Há mais alegria em dar do que em receber” Actos 20,35

Louvor na GNR...

video

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Associação Hemisférios Solidários

Dia Internacional para a Eliminação de Todas as formas de Violência

Diz Não à Violência Doméstica!

Em jeito de reflexão sobre a violência doméstica, poderia dizer que muito mais havia para ser explorado acerca deste tema. Embora tenha a certeza de que quanto mais profunda for a investigação, mais assustadores são os números das vítimas deste fenómeno que cada vez menos tende a ser tolerado.
É preciso estarmos cientes que existem variados mecanismos de orientação e de apoio às mulheres agredidas. Não basta apenas tratar as agressões físicas, pois são as feridas de foro psicológico que mais custam a sarar (se é que alguma vez o são definitivamente).
O que é certo é que enquanto escrevo esta reflexão, dezenas de pessoas estão, em todo o mundo, a ser vítimas de toda a espécie de maus-tratos.
É por tudo isto que esforços não devem ser medidos no que cabe a responsabilizar o agressor por este acto criminoso.
Há que lutar para mudar esta situação. Como? Desenvolvendo esforços no que toca à prevenção, apostando em programas de educação conjugal, a serem desenvolvidos pelas autarquias, em virtude de estarem mais próximos das populações.
É de forma bem clara que constatamos que, infelizmente, a violência sobre as mulheres e crianças tem sido “algo de trivial”, sobretudo se nos confinarmos a determinadas culturas. Os números deste tipo de crime considerado público, somente desde 2000, são deveras assustadores. Note-se que cerca de cinco mulheres morrem por mês vítimas de violência e maus-tratos no nosso país. De lamentar ainda, que morrem mais mulheres vítimas de maus-tratos do que com cancro (uma das principais causas de morte no nosso país).
A violência doméstica assume vários tipos de abuso: abuso físico, abuso emocional, abuso sexual, recorrendo até ao “abuso” económico.
Mas nem sempre os homens são os responsáveis pelas agressões. Existem mulheres que agridem os seus companheiros. Por exemplo, às vezes, ao discutirem recorrem à célebre bofetada. Estas fazem mais uso da violência verbal e emocional do que propriamente da física pois possuem uma estatura inferior ao homem.
Infelizmente, a violência doméstica não se restringe só às mulheres, afectando igualmente as crianças e idosos, por motivos semelhantes acrescentando o facto de estas constituírem alvos fáceis.
Muitos dos agressores não são castigados devidamente pois o medo, factor condicionante, faz com que a maioria das vítimas retirem as suas queixas.
Felizmente, existem meios e estratégias de apoio às mulheres agredidas. Cada vez mais são as organizações e iniciativas realizadas neste âmbito, embora a chave esteja na prevenção.

Não sujaria o meu querido traseiro

(Tirado da web)

Exigimos cortes na factura da electricidade. Subscreva a nossa petição e dê mais energia a esta causa.

Na factura de electricidade, há custos impostos ao sector que resultam de opções políticas e medidas legislativas. Mas se estes “Custos de Interesse Geral” fossem reduzidos em 10%, estaríamos perante uma redução na factura na ordem dos 5%, em vez de um aumento de 3,8 % num serviço público essencial, como a electricidade.
Para muitas famílias, os aumentos em simultâneo em várias áreas de consumo pode ser dramático. Por isso, exigimos cortes nos custos extra que pesam na factura mensal da electricidade.
Junte-se ao nosso protesto.

Cenas de sexo interrompidas à pancada na Rua de Santa Catarina – Porto

video

Finalmente começaram as obras do Metro Mondego

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Urgente

A Inês é uma aluna do 12º ano, de Pinhel, Manigoto, que precisa de um transplante de coração.

Tem um tipo de sangue raro. Se souberem de alguém que possa ajudar, agradecemos, caso contrário divulguem este email.
Um abraço
Envio para si, porque sei que o reencaminharás para muita gente. Pedido de sangue!
Por motivo de doença grave, um ser humano está hospitalizado à espera de ser operado. Ainda não o foi porque tem um sangue raro (só 2% da população mundial tem).
Trata-se do sangue Tipo B-
Pede-se a quem tenha este tipo de sangue que contacte com urgência:
Luís de Carvalho - 931085403
Pedro Leal Ribeiro - 222041893 Fax: 222059125
Se não puderes ajudar, divulga este e-mail. [Hoje por ela, AMANHÃ...]

A Greve em imagens na cidade de Coimbra


Um “atentado” na Praça da Republica.

Na alvorecer de um dia de Greve, pelas 8h40 na Praça da Republica, ouviu-se um enorme estrondo, seguido de uma correria e de alguns olhares curiosos.
Não foi um atentado, nem o barulho dos tambores e cornetas dos Piquetes de Greve, mas sim um pneu de um dos poucos autocarros que circulava na Cidade.